Tamanho do texto

Resultado do terceiro trimestre, apesar de ser ruim, mostra uma recuperação da companhia em relação a 2014

A Petrobras, apesar de ter melhorado seus resultados, ainda enfrenta um momento delicado
Tânia Rêgo/Agência Brasil
A Petrobras, apesar de ter melhorado seus resultados, ainda enfrenta um momento delicado

A Petrobras divulgou nesta quinta-feira (12) o balanço do terceiro trimestre e apresentou um prejuízo de R$ 3,759 bilhões. Apesar do resultado, o número mostra uma tendência de recuperação em relação ao desempenho obtido entre julho e setembro do ano passado – R$ 5,34 bilhões. Ou seja, queda de 29,6% na comparação entre os dois períodos.

Ainda segundo a companhia, o resultado financeiro líquido ficou negativo em R$ 11,4 bilhões, contra despesas financeiras líquidas de R$ 972 milhões no terceiro trimestre de 2014.

O lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 15,5 bilhões no terceiro trimestre, ante R$ 8,5 bilhões registrados no terceiro trimestre do ano passado.

Problemas ambientais

A Petrobras informou que a mancha de óleo encontrada próximo à Plataforma P-37, no Campo de Marlim, na Bacia de Campos, já foi dispersada. De acordo com a companhia, não há vestígios do fluido no mar.

A Petrobras acrescentou que as equipes de inspeção estão trabalhando para identificar as causas do acidente. A produção da diária da unidade permanece interrompida. “Todos os procedimentos de emergência necessários em eventos dessa natureza foram acionados e a produção da unidade [cerca de 30 mil barris por dia] permanece interrompida, preventivamente”, indicou a Petrobras, acrescentando, que os órgãos competentes foram devidamente informados sobre o fato.

O vazamento de 370 litros de óleo foi identificado na terça-feira (10). A Petrobras escolheu a técnica de dispersar a mancha mecanicamente, seguindo normas ambientais, com a utilização de duas embarcações especializadas.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP), considerou que o vazamento foi decorrente da operação indevida da P-37 por uma equipe de contingência.

* Com informações da Agência Brasil


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.