Tamanho do texto

Designer vai processar a C&A após ficar sabendo do plágio por um amigo que viu uma menina vestindo a camiseta com a arte

O designer Phellipe Wanderley, de 23 anos, publicou em seu perfil no Facebook uma denúncia de plágio contra a C&A, que utilizou uma estampa de sua autoria sem autorização. Após grande repercussão nas redes sociais, a empresa anunciou a retirada da mercadoria das lojas.

Wanderley, que é de Maceió, mas vive em São Paulo, conta que ficou sabendo do plágio por um amigo. "Meu amigo me ligou dizendo que viu uma menina dentro de um ônibus em Vitória [ES] com uma estampa minha, com a minha caligrafia, que é uma das minhas marcas visuais. Depois uma amiga mandou uma foto feita dentro de uma loja da C&A no Rio de Janeiro com os manequins vestindo minha marca."

Designer publicou aviso de que a C&A utilizou estampas ao invés de usar uma arte minha sem autorizou
Reprodução Facebook Phellipe Wanderley
Designer publicou aviso de que a C&A utilizou estampas ao invés de usar uma arte minha sem autorizou

Na publicação no Facebook Wanderley fez uma montagem da estampa original e da camiseta com a imitação. "Oi, C&A! Vocês poderiam ter me chamado pra criar umas estampas ao invés de usar uma arte minha SEM AUTORIZAÇÃO", informa o designer em sua página. 

A C&A informou, por meio de nota, que "conduz seus negócios de forma ética e profissional e, independente da análise do mérito, está retirando de suas lojas a camiseta objeto das publicações.”

O processo de trabalho do designer se diferencia porque é feito a mão, no papel. Depois ele scaneia e faz a arte gráfica. "É um diferencial. Quem conhece meu trabalho percebe a identidade visual característica. Diariamente, fazem 'regram', reproduzem minhas imagens, mas sem fins comerciais e indicando a autoria."

Wanderley conta que permite de forma corriqueira que internautas utilizem suas artes em postagens, desde que informem sua autoria e que não seja para fins comerciais. "Fiquei muito surpreso com o fato de uma empresa desse porte fazer isso. Estou em contato com o jurídico da C&A e pretendo processá-los porque isso é um absurdo", contou o designer.

Agora, Wanderley está fazendo uma campanha para que as camisetas sejam doadas para pessoas carentes.





    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.