Tamanho do texto

Grupo britânico aponta que 90% dos consumidores afirmaram que preocupação ambiental influenciou na hora da compra

Ativista segura cartaz com Pinóquio e dizeres
Michael Sohn/AP - 25.9.15
Ativista segura cartaz com Pinóquio e dizeres "Sem mais mentiras" em frente a uma fábrica da VW

Nove em cada 10 proprietários de carros da Volkswagen movidos a diesel que vivem no Reino Unido acreditam que as pessoas afetadas pelo escândalo merecem algum tipo de compensação, mesmo tendo em vista que a empresa não confirmou se haverá alguma oferta nesse sentido. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo grupo Which?, que é voltado para a proteção do consumidor britânico.

Questionados pela organização, 96% dos consumidores afirmaram que a eficiência do combustível foi um dos fatores considerados para a compra do veículo e 90% afirmaram que a preocupação ambiental também influenciou na hora da compra. Ambas questões apontadas foram afetadas pelo escândalo envolvendo a empresa.

O levantamento também identificou que em vista do escândalo, a maior preocupação de proprietários de veículos da montadora alemã era o impacto no meio ambiente (86%), seguida pelo temor do preço de revenda do carro (83%) e o desempenho do automóvel (73%).  Também foi identificado que metade dos motoristas que podem ter sido afetados pelo problema estão desmotivados a comprar um automóvel da marca no futuro.

Em setembro deste ano, a agência ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) revelou que a Volkswagen havia utilizado softwares para mascarar a emissão de poluentes de seu veículos, fazendo com que elas parecessem menores do que de fato era. Tal ação foi tomada para burlar uma lei ambiental que proíbe que veículos emitam certa quantidade de gases prejudicais ao ambiente. De acordo com a montadora, 11 milhões de automóveis foram afetados. O presidente da montadora renunciou ao cargo na semana após a divulgação da fraude.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.