Tamanho do texto

Camilla Nilsson disse que o símbolo da empresa é um delta, que também representa a mudança do seu estilo de vida

Camilla Nilsson tatuou o logo da Reebok na parte posterior da coxa e ganhou US$ 6 mil
Divulgação
Camilla Nilsson tatuou o logo da Reebok na parte posterior da coxa e ganhou US$ 6 mil

Em agosto, a Reebok lançou uma campanha para presentear com cerca de US$ 6 mil (R$ 13,6 mil) o cliente que fizesse a maior tatuagem com o logo da marca no seu corpo. E não é que o prêmio, dado em forma de patrocínio ao longo de um ano, saiu? Um vídeo publicado no canal da empresa nesta semana mostra toda a promoção e apresenta Camilla Nilsson, a mais nova dona de uma tatuagem na parte posterior da coxa com o símbolo da Reebok.

LEIA TAMBÉM: Candidato reprovado por tatuagem é readmitido em concurso da polícia

Segundo a empresa, que montou um estúdio de tatuagem na corrida Tough Viking Race, realizada no dia 30 de agosto em Estocolmo, na Suécia, foram recebidos 94 pedidos de tatuagem, mas só nove foram feitas por questão de tempo. Como prêmio de consolação, todos os outros participantes que tatuaram a marca receberam um kit esportivo no valor aproximado de US$ 725 (em torno de R$ 1,6 mil).

Á campanha também resultou em anúncio, no qual Camilla conta que decidiu marcar o corpo com a logomarca da Reebok porque o símbolo é um delta, que representa a mudança. Em 2012, Camilla treinou por mais de seis semanas para perder os seus mais de 100 kg da época e participar da Tough Viking Race. Atualmente em forma, ela disse que fez “uma grande tatuagem para uma grande mudança. Um símbolo de uma nova vida e um lembrete de que tudo é possível.”

Veja o vídeo da campanha Reebok Forever:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.