Tamanho do texto

Foi uma estreia auspiciosa para a empresa que já responde por 80% das vendas online na China e foi fundada por Jack Ma em seu apartamento em 1999

Co-fundador da chinesa Alibaba, Jack Ma pilotou a oferta inicial de ações na Nasdaq: a empresa foi avaliada em US$ 168 bilhões
Reuters
Co-fundador da chinesa Alibaba, Jack Ma pilotou a oferta inicial de ações na Nasdaq: a empresa foi avaliada em US$ 168 bilhões

As ações da gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba dispararam em seu primeiro dia de negociação, sexta-feira (19), com investidores aproveitando a chance para entrar no que deve ser a maior oferta inicial de ações (IPO) da história e para lucrar com a crescente classe média na China.

LEIA MAIS: Correios e Alibaba estudam facilitar comércio entre Brasil e China

Foi uma estreia auspiciosa para a empresa que já responde por 80% das vendas online na China e foi fundada por Jack Ma em seu apartamento em 1999.

Cerca de 100 pessoas se reuniram em frente à Bolsa de Nova York, muitos deles turistas chineses com câmeras, que comemoraram quando Ma saiu do prédio da bolsa ao lado do astro de filmes de ação Jet Li.

A ação da Alibaba abriu a US$ 92,70 e rapidamente subiu para US$ 99,70, antes de reduzir os ganhos e fechar o dia a US$ 93,89. Mais de 271 milhões de ações mudaram de mãos durante o pregão, mais do que o dobro do primeiro dia do Twitter no ano passado, apesar de ainda ficar abaixo, em termos de volume, dos IPOs de General Motors e do Facebook.

"É o evento mais esperado que eu já vi na minha carreira de 20 anos na bolsa de Nova York. Acho que o movimento de hoje é sustentável: a empresa é rentável, ao contrário de alguns de seus concorrentes, e é uma maneira de os investidores aproveitarem o crescimento chinês", disse o sócio da J. Streicher & Co, que opera na bolsa norte-americana, Mark Otto.

A precificação do IPO na quinta-feira (18) inicialmente levantou US$ 21,8 bilhões para a Alibaba. O diretor de listagem de negócios globais da bolsa de Nova York, Scott Cutler, disse à rede de TV norte-americana CNBC que seria exercida a opção de colocação de 48 milhões de ações adicionais, elevando o tamanho da operação para cerca de US$ 25 bilhões, o que seria a maior oferta pública inicial da história.

Mas uma fonte próxima ao tema disse que os coordenadores da oferta tomariam a decisão final nas próximas duas semanas, com base no desempenho das ações nos próximos pregões.

A Alibaba é quase desconhecida para a maioria dos norte-americanos, mas é onipresente na China e também tem operações no Brasil. A empresa lucrou US$ 3,7 bilhões nos 12 meses findos em 31 de março, um aumento de cerca de US$ 2 bilhões ante o período anterior.

Com base no preço de fechamento das ações da empresa nesta sexta-feira, a Alibaba assumiu um valor de mercado de US$ 231 bilhões, excedendo a capitalização combinada de Amazon (AMZN.O) e eBay (EBAY.O), as duas líderes do comércio eletrônico nos Estados Unidos.

A Alibaba é avaliada em 39 vezes seu lucro estimado por ação para o atual ano fiscal, que se encerra em março. Isso está em linha com a avaliação do Facebook de 39 vezes o lucro, mas longe da avaliação elevada da Amazon, com múltiplo de 264 vezes, de acordo com dados da Thomson Reuters StarMine.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.