Tamanho do texto

Executivo diz que não foi procurado pelo banco BTG Pactual para discutir uma eventual proposta

Reuters

Discussões sobre uma eventual negociação da TIM Participações envolveriam valores não tradicionais de mercado, disse nesta quarta-feira (10) o presidente da operadora de telecomunicações, Rodrigo Abreu.

"Se existir qualquer proposta (...) você tem de fazer uma análise, baseada na expectativa de que a companhia tem uma importância estratégica tão grande, um potencial de crescimento tão grande e é um ativo de tamanha importância que jamais existiria qualquer tipo de discussão por um valor tradicional de mercado", disse o executivo a jornalistas.

Leia também : Oi contrata BTG Pactual para preparar oferta por TIM Participações

Falando durante evento do setor de telecomunicações, Abreu disse que nem a companhia nem a Telecom Italia foram procuradas pelo BTG Pactual sobre eventual proposta de compra.

Na terça-feira, profissionais do mercado citaram notícia da agência Bloomberg sobre a Telecom Italia ter avaliado sua fatia na TIM em pelo menos € 13 bilhões, valor bem superior ao que o mercado especulava.

A Telecom Italia controla 67 por cento da TIM Participações, que tem valor atual de mercado de cerca de € 11 bilhões.

Leia também : Acionistas aprovam fusão da Oi com a PT

A operadora Oi anunciou no fim de agosto ter contratado o BTG Pactual para viabilizar uma proposta de compra da TIM. Segundo fonte próxima ao tema, a empresa buscava o apoio de outras operadoras para a proposta.

Na véspera, o presidente da Claro, Carlos Zenteno, disse que a controladora mexicana América Móvil foi sondada pelo BTG para participar de possível proposta pela TIM.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.