Tamanho do texto

Alíquota será mantida em 4% , ante os 5% normais, e vale também para painéis e revestimentos

Mais cedo, Mantega havia anunciado medida semelhante para automóveis
Reuters
Mais cedo, Mantega havia anunciado medida semelhante para automóveis

O governo federal decidiu nesta segunda-feira (3) manter como estão as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidentes sobre a indústria de móveis até o final deste ano.

LEIA TAMBÉM: IPI de automóvel seguirá baixo até o fim do ano

A renúncia fiscal estimada para o segundo semestre pela manutenção do benefício é de R$ 161,6 milhões, disse em nota o Ministério da Fazenda.

O anúncio ocorreu pouco tempo depois do ministro da Fazenda, Guido Mantega, ter divulgado a mesma decisão para o setor de veículos, com renúncia fiscal de R$ 800 milhõesno segundo semestre.

Segundo a nota da Fazenda, o IPI de móveis, painéis e revestimentos foi mantido em 4% ante perspectiva de elevação a seus níveis normais de 5% a partir da terça-feira (1º). Já a alíquota de luminárias foi mantida em 12% em vez de subir a 15%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.