Tamanho do texto

Atualmente, a empresa tem presença online em 10 mercados, menos da metade da Zara, sua maior concorrente

A Hennes & Mauritz, segunda maior varejista de moda do mundo, planeja acelerar o passo de sua expansão online no ano que vem para alcançar as rivais no comércio eletrônico.

H&M planeja mais sites de venda online para alcançar rivais
Getty Images
H&M planeja mais sites de venda online para alcançar rivais

Mais conhecida como H&M, a empresa sueca de moda de baixo custo disse nesta quarta-feira (18) que as vendas em junho tiveram um bom começo após divulgar um lucro no segundo trimestre fiscal em linha com as previsões de analistas.

A H&M, que foi mais lenta que muitas de suas concorrentes para começar a vender online, disse que vai lançar sites em oito a 10 mercados em 2015 após implementá-los na Espanha, Itália e China ainda este ano.

Atualmente, a empresa tem presença online em 10 mercados, menos da metade da maior rival Zara, que pertence à Inditex e que vende online em 25 mercados.

A H&M está investindo pesado para desenvolver novos sites online e ampliar sua oferta de produtos com outras marcas como COS, & Other Stories e H&M Home. A companhia planeja inaugurar 375 lojas neste ano, abrindo pela primeira vez nas Filipinas e na Índia na segunda metade do ano.

- Netshoes mira América Latina para manter crescimento acelerado

O lucro antes de impostos ficou em 7,6 bilhões de coroas suecas (US$ 1,1 bilhão) de março até maio, em linha com previsão média em uma consulta da Reuters com analistas. A margem bruta foi de 60,8% - pouco abaixo da previsão de 61,2%.

"Nossos investimentos vão afetar negativamente a rentabilidade da H&M no curto prazo, mas positivamente no longo prazo", disse o presidente-executivo da companhia, Karl-Johan Persson.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.