Tamanho do texto

Pesquisa da FecomercioSP aponta que onda de greves e protestos e perda de confiança de empresários e consumidores na economia irão diminuir as vendas na data

Maior parte dos comerciantes não realizou promoções para atrair clientes
FOTO: MOISES SILVA / OTEMPO
Maior parte dos comerciantes não realizou promoções para atrair clientes

Uma sondagem divulgada nesta quarta-feira (11) pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) projeta queda de 7,1% nas vendas do varejo paulistano para este Dia dos Namorados na comparação com o mesmo período do ano passado. A entidade entrevistou 102 lojistas da capital paulista entre os dias 9 e 10 de junho.

Para a assessoria econômica da entidade, as perspectivas de desempenho negativo, com movimento menor que no ano passado, são resultados da percepção generalizada de momento econômico complicado e mau humor por parte de consumidores e de empresários - identificados em outras pesquisas.

Leia também: Roupas serão os principais presentes de Dia dos Namorados em 2014

Mesmo com as projeções pessimistas, a maior parte dos comerciantes (67%) disse não ter realizado promoções para atrair clientes. A maioria dos empresários do comércio (81%) também não adotou ações de marketing para aumentar as vendas.

Do total de entrevistados, apenas 3% afirmaram ter contratado trabalhadores temporários para ajudar nas vendas.

O cartão de crédito deverá ser a forma de pagamento mais utilizada pelos consumidores (63%), seguido por pagamento à vista (34%) - dinheiro, cheque e cartão de débito -, por crediário (2%) e por cheques pré-datados (2%).

A maioria dos lojistas (58%) avaliou como igual o volume de produtos estocados para atender à demanda na data em comparação com 2013, enquanto 24% disseram que o nível de estoques está maior, e 18% responderam que contam com menos mercadorias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.