Tamanho do texto

Segundo a subprefeitura da Sé, desde 2010 a empresa tem sido multada por falta de licença de funcionamento

Desde 2010, quando foi aberta, a loja está em situação irregular, segundo a prefeitura
Marcela Lima/IG
Desde 2010, quando foi aberta, a loja está em situação irregular, segundo a prefeitura

A loja da rede de varejo Renner na Avenida Paulista (região central de São Paulo e um dos endereços mais caros da cidade) foi fechada por fiscais da Subprefeitura da Sé na tarde desta terça-feira (25). Quem passou pelo local viu as portas fechadas e um lacre anunciando a interdição. O segurança da empresa apenas informava aos clientes que a loja estava fechada, mas não dava explicações sobre o motivo. 

A Subprefeitura da Sé informou que a loja foi autuada, pela primeira vez, em 2010. O motivo foi a falta de licença de funcionamento. "Desde então, outras notificações e multas foram emitidas para a empresa, mas a atividade não foi regularizada", informou por meio de nota.

Loja da Renner na Avenida Paulista, a primeira fora de shopping, foi aberta em 2010
Marcela Lima/IG
Loja da Renner na Avenida Paulista, a primeira fora de shopping, foi aberta em 2010

Também por nota, a Renner informou que "já tomou todas as medidas cabíveis para reabrir a loja o mais rápido possível", mas não detalhou o que foi feito.

Leia também: Renner terá de indenizar empregado demitido por namorar colega de trabalho

A loja da Renner na Avenida Paulista, inaugurada em 2010, foi a primeira unidade de rua aberta pela companhia, que até então só tinha pontos em shoppings. Na época, o então presidente José Galló disse que se tratava de um marco para a empresa, "pela importância econômica e turística da região, onde chega a circular mais de 1 milhão de pessoas por dia".


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.