Tamanho do texto

Um ano antes, a companhia havia registrado lucro líquido de R$ 249 milhões

Reuters

A incorporadora Cyrela viu seu lucro líquido cair 26,7% no quarto trimestre, na comparação com o mesmo período de 2012, para R$ 183 milhões, com uma receita mais fraca e aumento das despesas.

Incorporadora Cyrela viu seu lucro líquido cair 26,7% no quarto trimestre de 2013
Helio Motta
Incorporadora Cyrela viu seu lucro líquido cair 26,7% no quarto trimestre de 2013

Um ano antes, a companhia havia registrado lucro líquido de R$ 249 milhões. O resultado do quarto trimestre de 2013 ficou em linha com a média das estimativas de analistas obtidas pela Reuters, que apontava para lucro de R$ 189,4 milhões.

As despesas gerais e administrativas do trimestre atingiram R$ 111 milhões, um aumento de R$ 39 milhões em relação ao quarto trimestre de 2012. O valor representa 8% da receita líquida reconhecida no trimestre, superior aos 5,2% apresentados um ano antes.

A margem bruta da Cyrela caiu para 32,9% no quarto trimestre, ante 36,3% no quarto trimestre de 2012. Em 2014, a companhia estima que a margem se estabeleça entre 31% e 35%, conforme divulgado em fato relevante separado.

A empresa já havia informado em janeiro que seu lançamentos cresceram 39,8% entre outubro e dezembro, a R$ 1,922 bilhão. Já as vendas contratadas no trimestre foram de R$ 1,642 bilhão de reais, alta de 52% sobre os últimos três meses de 2012.

Mas a receita líquida entre outubro e dezembro foi de R$ 1,39 bilhão, 2,9% abaixo do resultado um ano antes. A companhia não forneceu dados referentes aos cancelamento de contratos (distratos).

Veja também: MRV e Cyrela terão co-presidentes; comando fica com famílias

Já o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 17,7%, para R$ 284 milhões no período.

A companhia apresentou no trimestre um consumo de caixa operacional de R$ 134 milhões, com o impacto de aquisição do terreno "Terra Encantada", no Rio de Janeiro.

No ano, a geração de caixa atingiu R$ 201 milhões contra R$ 277 milhões no ano anterior. Se for excluído o efeito do terreno "Terra Encantanda", a geração de caixa teria sido de R$ 84 milhões no trimestre e de R$ 419 milhões no ano, o que equivale a um incremento de 51,1%, disse a Cyrela.

O Conselho de Administração da companhia aprovou em reunião nesta quinta-feira a distribuição de R$ 170,7 milhões em dividendos mínimos obrigatórios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.