Tamanho do texto

Montadora divulgou nesta quinta-feira resultados melhores que o esperado e aumentou o pagamento a acionistas

Reuters

Em 2013, BMW vendeu 1,96 milhão de automóveis, com marcas BMW, Mini e Rolls-Royce registrando vendas recordes
Divulgação
Em 2013, BMW vendeu 1,96 milhão de automóveis, com marcas BMW, Mini e Rolls-Royce registrando vendas recordes

A BMW prevê vender um recorde de dois milhões de carros ou mais este ano, disse a maior montadora de carros de luxo do mundo, depois de divulgar resultados melhores que o esperado e aumentar o pagamento a acionistas.

Segundo a montadora, o lucro operacional da principal divisão automotiva caiu 14% nos três últimos meses de 2013, apesar das vendas mais altas, devido a gastos relacionados à tecnologia de eficiência de combustível e lançamentos de modelos. Analistas esperavam uma queda maior.

O esforço de investimento, que inclui os lançamentos do veículo elétrico i3 e da nova geração do Mini, ajudará a BMW a aumentar as vendas novamente este ano face à dura competição com as rivais Audi e a Mercedes-Benz.

Veja também:  Audi anuncia recorde global de vendas em 2013

"Estimamos um maior crescimento no volume de vendas no ano corrente que novamente nos levará a um recorde histórico", disse o presidente-executivo Norbert Reithofer nesta quinta-feira (13).

Em 2013, a BMW vendeu 1,96 milhão de automóveis, com as marcas BMW, Mini e Rolls-Royce registrando vendas recordes, impulsionadas por um crescimento de 19,7% na China continental e uma alta de 8,1% nos Estados Unidos, de acordo com a companhia.

A BMW disse que o lucro antes de juros e impostos (Ebit) de sua divisão automotiva no quarto trimestre caiu 14% para € 1,77 bilhão (US$ 2,46 bilhões). O resultado foi melhor que o estimado por 12 corretoras e bancos, de € 1,68 bilhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.