Tamanho do texto

Crescimento também virá de melhorias na administração de recursos, segundo executivo da companhia

Reuters

A alemã MAN planeja mais que triplicar o lucro da divisão de caminhões no médio prazo, em parte através de cortes de custos, depois que o grupo como um todo divulgou uma forte queda nos resultados de 2013.

A divisão de caminhões e ônibus da MAN, que responde por metade do lucro da companhia, está buscando elevar o lucro operacional para mais de € 800 milhões ao ano no médio prazo, ante € 288 milhões em 2013.

O chefe da divisão de caminhões, Anders Nielsen, disse que este crescimento virá de cortes de custos e de melhorias na administração de recursos, como resultado da MAN ser parte da Volkswagen. Ele não quis detalhar mais os planos.

-Leia também: Brasil produz 15,2% mais veículos em setembro em relação a 2012

"Precisamos melhorar a lucratividade para financiar o crescimento futuro", disse Nielsen nesta quarta-feira (12), descartando demissões. "Temos alguma lição de casa para fazer."

A MAN, que também fabrica turbinas e motores a diesel, disse que o lucro operacional de 2013 caiu para € 475 milhões ante € 969 milhões no ano anterior, pouco acima da menor previsão, de € 454 milhões.

O lucro no ano passado caiu € 286 milhões (US$ 396,58 milhões) devido a provisões na divisão de engenharia de força do grupo, relacionadas a problemas em um projeto para construir usinas elétricas movidas a diesel.

A MAN espera divulgar um lucro operacional "distintamente maior" este ano ante 2013. "Estamos agora olhando para frente", disse o presidente-executivo, Georg Pachta-Reyhofen. "Estou cautelosamente otimista em relação a 2014."

As vendas do grupo incluindo ganhos das vendas de turbinas e motores a diesel podem cair levemente abaixo dos € 15,7 bilhões divulgados para 2013, disse a companhia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.