Tamanho do texto

Webster Lucas alegou ter sofrido abalo emocional após discussão com funcionário que o teria discriminado

Um americano está processando a rede de fast food McDonald’s em US$ 1,5 milhão (cerca de R$ 3,6 milhões) por uma discussão iniciada pelo fato de ele ter recebido apenas um guardanapo em sua refeição, noticiou o site TMZ .

Segundo o autor da ação, atendende da rede de fast food teria discriminado sua origem afroamericana
Reprodução
Segundo o autor da ação, atendende da rede de fast food teria discriminado sua origem afroamericana

Webster Lucas alegou estar "incapacitado de trabalhar" devido ao abalo emocional que sofreu com o incidente, na cidade de Pacoima, na California. Ele foi à Justiça após o ocorrido em 29 de janeiro.

Lucas contou ter recebido apenas um guardanapo quando fez o pedido de seu lanche, mas quando se dirigiu ao balcão para pedir mais, o gerente teria se recusado a dar.

Segundo Lucas, que é afroamericano, o atendente, de descendência mexicana, teve uma atitude racista e mencionou algo que soou como "you people" (sua gente, em tradução livre).

Ele imediatamente enviou um email à rede de fast food com uma reclamação, alegando ter sofrido "angústia mental" como consequência do incidente.

De acordo com o TMZ, a empresa ofereceu a Lucas lanches de graça, mas ele preferiu buscar na Justiça uma indenização de US$ 1,5 milhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.