Tamanho do texto

Companhia de private equity fará aporte de € 150 milhões de capital novo e comprará ações da holding da família

Reuters

Marca reverteu anos de prejuízo para retornar ao lucro em 2011, recuperação atribuída em parte ao presidente-executivo
Getty Images
Marca reverteu anos de prejuízo para retornar ao lucro em 2011, recuperação atribuída em parte ao presidente-executivo

A italiana Versace fechou um acordo com a Blackstone nesta quinta-feira (27) que verá a empresa americana de private equity tomar uma fatia de 20% na companhia, em negócio que avalia a empresa de moda em € 1 bilhão (US$ 1,37 bilhão).

A Blackstone fará um aporte de € 150 milhões de capital novo na Versace e também comprará € 60 milhões em ações da holding da família, a GIVI Holding, disse a empresa de moda. No entanto, a Versace completou que a família do fundador Gianni Versace permanecerá no coração da companhia.

Veja também:  Telefônica Brasil tem lucro maior que o esperado no quarto trimestre

O controle integral da companhia ficou com irmã Donatella, o irmão Santo e a sobrinha Allegra desde o assassinato de Gianni em 1997, com fatias de 20%, 30% e 50%, respectivamente.

A marca reverteu anos de prejuízo para retornar ao lucro em 2011, uma recuperação que muitos atribuem em parte ao presidente-executivo Gian Giacomo Ferraris, um veterano da indústria de luxo que assumiu o comando em 2009.

Observadores e analistas da indústria de luxo disseram que a marca precisa ser rejuvenescida.

A Versace afirma esperar ver um crescimento de 18% em sua receita de 2013, para quase € 480 milhões, enquanto o lucro principal deve aumentar em mais de 50%, para ao menos € 69 milhões. Os resultados são esperados para o final de março.

Leia também:  BRF estuda parceria ou venda de fatia da divisão de lácteos