Tamanho do texto

Satya Nadella liderou a transição da companhia para a computação em nuvem; Bill Gates será consultor de tecnologia

Satya Nadella, na Microsoft desde 1992, liderou transição da companhia para computação em nuvem
Divulgação/Microsoft
Satya Nadella, na Microsoft desde 1992, liderou transição da companhia para computação em nuvem

O indiano Satya Nadella, de 46 anos, é novo presidente-executivo da Microsoft , a maior empresa de software do mundo. Ele será o terceiro a ocupar a cadeira, após o fundador Bill Gates e Steve Ballmer, que anunciou a saída da companhia em 2013 . O anúncio foi feito nesta terça-feira (3), e põe fim a uma busca que já durava mais de cinco meses.

Nadella nasceu em Hyderabad, na Índia – onde a Microsoft tem seu maior centro de pesquisa fora dos Estados Unidos –, é casado e tem três filhos.

“Durante este período de transformação, não há ninguém melhor para liderar a Microsoft do que Satya Nadella”, disse Gates, em comunicado. “Satya é um líder comprovado com fortes habilidades de engenharia, visão de negócios e habilidade para unir as pessoas. Sua visão de como a tecnologia será usada e experimentada por todo o mundo é exatamente o que a Microsoft precisa neste momento em que a companhia entra em seu novo capítulo de expansão da inovação de produtos e do crescimento."

Executivo liderou transição para computação em nuvem

Nadella está na Microsoft há 22 anos e liderou a transição da companhia para o sistema de computação em nuvem, com o desenvolvimento da infraestrutura necessária para fornecer serviços como o buscador Bing, a plataforma de jogos Xbox e o utilitário Office.

Em seu comunicado, o novo presidente indica que continuará a apostar nas possibilidades da computação em nuvem e nos dispositivos móveis.

"A oportunidade à frente vai exigir que nós reimaginemos muito do que já fizemos no passado com vistas a um mundo móvel e com a nuvem em primeiro lugar", afirma Nadella.

“[Muitas companhias] aspiram a mudar a mundo. Mas muito poucas têm todos os elementos necessários: talento, recursos e perservença. A Microsoft provou que tem todos esses em abundância”, conclui o executivo.

LEIA TAMBÉM: Microsoft compra Nokia por R$ 17 bilhões

Gates, que ocupava o cargo de presidente do conselho de diretores, passa agora a ser consultor de tecnologia do órgão. Seu lugar será assumido por John Thompson.

O anúncio do novo presidente-executivo também abre caminho para que Steve Ballmer, que ainda integra o conselho diretivo da empresa, efetive sua aposentadoria. A nota divulgada pela empresa, entretanto, não informa a data de sua saída. 

Office impulsiona resultado 

A Microsoft passa por um momento de expansão nas vendas, que cresceram 14% no segundo trimestre fiscal de 2013 – período do último balanço disponível –, para US$ 24,5 bilhões. O avanço foi impulsionado pelo pacote Office por empresas, pelo console XBox e pelo tablet Surface. 

No período, o lucro da companhia cresceu 3%, para US$ 6,6, acima do que era esperado pelo mercado. A divulgação do resultado, em meados de janeiro, fez as ações da companhias subirem quase 4% no aftermarket (após o fechamento).

* Com informações da agência Reuters


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas