Tamanho do texto

Carneiro deixa cargo após pouco mais de um ano; Paulo Narcélio Simões Amaral assume

Luiz Carneiro, ex-presidente da OGX
Divulgação
Luiz Carneiro, ex-presidente da OGX

O empresário Eike Batista demitiu dois executivos de seu quadro: o diretor executivo da petrolífera OGX, Luiz Carneiro, e o diretor jurídico José Favaret, nesta terça-feira (15). 

O novo presidente será Paulo Narcélio Simões Amaral, que já era o diretor financeiro da empresa. Ele acumulará as duas funções, bem como a de Relações com Investidores.

Carneiro havia assumido o posto em junho do ano passado, substituindo Paulo Mendonça, que abandonou o cargo para ocupar a posição de conselheiro da presidência do grupo EBX. Carneiro estava anteriormente no comando da OSX, outra empresa do grupo de Eike.

O Conselho de Administração também formalizou a contratação da Angra Partners, empresa que assessora a reestruturação da OGX, para "coordenar e assessorar a companhia no seu processo de reestruturação", com liderança de Ricardo Knoepfelmacher, que chegou a ser cotado para assumir o posto máximo da petroleira.

Para assessorar juridicamente o conselho de administração, foi nomeado o advogado Darwin Corrêa.

Leia também: Acordo de Eike para controle de porto soma US$ 996 milhões

As demissões ocorrem em meio à reestruturação da empresa, atolada em dívidas e sob risco de recuperação judicial após ter anunciado no início do mês que  não pagará os juros de bônus remuneratórios aos seus credores de uma dívida no valor de US$ 45 milhões. 

Nesta terça-feira, as ações da companhia dispararam 47,83% na Bolsa, recuperando perdas sucessivas das últimas semanas e impulsionando o Ibovespa aos 55 mil pontos. Os papéis encerraram o pregão cotados a R$ 0,34.