Tamanho do texto

A empresa, que compete com a Nestlé e com a Unilever, é entre os grandes grupos de alimentos o mais exposto à crise da zona do euro

Reuters

O grupo francês de alimentos Danone disse que o crescimento das vendas acelerou no segundo trimestre com a divisão de laticínios mostrando os primeiros sinais de estabilização na Europa, e manteve as perspectivas de lucro e vendas para 2013.

A Danone é o grupo alimentício mais exposto à crise da zona do euro
Getty Images
A Danone é o grupo alimentício mais exposto à crise da zona do euro

Maior fabricante de iogurte do mundo, com marcas como Activia e Actimel, a Danone revelou planos de cortar custos para lidar com a crise na região sul da Europa, e disse que ainda tem como objetivo retornar ao "forte e rentável" crescimento orgânico a partir de 2014.

A Danone, que compete com a Nestlé e com a Unilever, é entre os grandes grupos de alimentos o mais exposto à crise da zona do euro. O lucro operacional da empresa no primeiro semestre subiu 2,3%, para € 1,475 bilhão (US$ 1,96 bilhão), sob a mesma base do ano passado, enquanto as vendas subiram 6%, para € 11,058 bilhões.

Veja também: Starbucks e Danone venderão produto com iogurte grego nos EUA

A margem operacional da companhia como porcentagem das vendas caiu 49 pontos base, para 13,34%, sofrendo o efeito das vendas fracas na Europa.

Analistas consultados em uma pesquisa da Thomson Reuters I/B/E/S tinham dado uma estimativa média de vendas de 11,041 bilhões de euros e lucro operacional de € 1,48 bilhão.

E mais: Unilever lidera ranking de investimentos em publicidade no Brasil em 2013

Para o ano de 2013, a Danone manteve a meta de crescimento das vendas sob a mesma base de pelo menos 5% e uma queda entre 30 e 50 pontos base na margem operacional.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.