Tamanho do texto

No período, empresa brasileira entregou um total de 51 aeronaves comerciais e executivas

Agência Estado

A carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) da Embraer totalizava US$ 17,1 bilhões em 30 de junho
Getty Images
A carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) da Embraer totalizava US$ 17,1 bilhões em 30 de junho

A Embraer reportou na noite desta quinta-feira (25) prejuízo de R$ 6,7 milhões no segundo trimestre, ante lucro de R$ 124,4 em igual período de 2012. O prejuízo atribuído aos acionistas da empresa totalizou R$ 9,9 milhões, ante lucro de R$ 124 milhões no segundo trimestre do ano passado.

A Embraer explicou, em comunicado, que prejuízo atribuído aos acionistas é justificado, principalmente, pelo Imposto de Renda diferido gerado pela apreciação do dólar americano ocorrida no segundo trimestre.

O resultado levou a um prejuízo por ação de R$ 0,01361. A companhia ressaltou que, excluindo esse impacto, o lucro líquido (ajustado) teria chegado a R$ 192 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da fabricante de aeronaves foi de R$ 427,1 milhões no segundo trimestre. O valor representa recuo de 18,5% sobre os R$ 524,4 milhões contabilizados de abril a junho de 2012.

A margem Ebitda ficou em 13,2%, ante 15,5%. A receita líquida da Embraer foi de R$ 3,24 bilhões, o que mostra uma queda de 4,14% sobre os R$ 3,38 bilhões divulgados no segundo trimestre de 2012. No segundo trimestre de 2013, a Embraer entregou 22 jatos para o mercado de aviação comercial e 29 para o de aviação executiva, com um total de 51 aeronaves.

A carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava US$ 17,1 bilhões em 30 de junho, um incremento de US$ 3,8 bilhões sobre março, chegando ao maior valor de backlog desde o terceiro trimestre de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.