Tamanho do texto

Preocupação do governo era de que países da região amazônica precisassem usar domínio

Agência Estado

O pedido feito pela Amazon gerou uma pressão diplomática liderada pelo Brasil
Getty Images
O pedido feito pela Amazon gerou uma pressão diplomática liderada pelo Brasil

O registro do domínio .amazon pela empresa de comércio virtual Amazon foi negado na quinta-feira (18), pelo conselho da Corporação da Internet para Designação de Nomes e Números (ICANN, na sigla em inglês).

-Veja também: Amazon registra crescimento de 22% na receita no 1º trimestre deste ano

A empresa, sem fins lucrativos, controla a criação de domínios na internet. O pedido feito pela Amazon gerou uma pressão diplomática liderada pelo Brasil para que o domínio não fosse concedido.

A preocupação do governo era de que, se os países da região amazônica precisassem usar o domínio por algum motivo, teriam que pagar à empresa. Também não foi concedido o domínio .patagonia, que havia sido solicitado por uma empresa americana de artigos para esportes radicais.