Tamanho do texto

O tecido em si da cueca da Le Slip Français foi fabricado com uma técnica que incorpora microcápsulas de perfume que só liberam o aroma quando o usuário caminha

BBC

Cuecas apenas exalam perfume quando usuário caminha
Le Slip Français
Cuecas apenas exalam perfume quando usuário caminha

Uma companhia da França lançou uma cueca que exala perfume conforme o usuário caminha.

O tecido em si não é perfumado, mas foi fabricado com uma técnica que incorpora microcápsulas de perfume que só liberam o aroma quando há fricção, no contato do tecido com a pele.

Com isso, os homens que usarem a cueca vão exalar uma mistura de almíscar e pera, algo que, segundo fabricantes, deve durar até 30 lavagens da peça.

Humor

A empresa Le Slip Français se uniu a uma companhia que fabrica roupa íntima há 60 anos no país, a Lemahieu, para fabricar a peça.

Guillaume Gibault, de 28 anos, fundador da Le Slip Français, diz que a cueca perfumada não foi criada com o objetivo de transformar o mercado de roupas íntimas - mas sim de chamar a atenção do consumidor e ser um presente bem-humorado.

Veja também: Empresa japonesa cria cueca que absorve odores

"Gostamos das ideias um pouco diferentes para que falem de nós nas redes sociais", disse Gibault à BBC Mundo. Tanto que um dos slogans da empresa é "Se quer mudar o mundo, começe mudando sua cueca".

Cada cueca perfumada francesa custará ao cliente cerca de 35 euros (R$ 103,50), enquanto cuecas comuns importadas custam em média um terço disso.

Fabricantes afirmam que cuecas podem ser presentes bem-humorados
Sylvain Norget/ Le Slip Français
Fabricantes afirmam que cuecas podem ser presentes bem-humorados

Gibault diz que está usando a tecnologia para, com esse diferencial não sofrer a concorrência direta dos produtos vindos de países que fabricam roupas a preços mais baixos.

Custos

O empresário conta que quer aproveitar o fato de seu novo produto ser fabricado na própria França para servir de estímulo à produção industrial do país, apesar das grandes mudanças no setor têxtil e nos altos custos de produção - que levou grande parte da indústria a ser terceirizada a países asiáticos, de mão de obra mais barata.

"Se os grupos internacionais quiserem voltar a produzir aqui, já sabem que é possível fazê-lo", afirmou Gibault.

Em tempos de crise econômica e demissões no setor industrial da França, comprar produtos "Made in France" tem apelo entre alguns clientes. E já existe um selo "Origem Francesa Garantida", para promover os produtos fabricados no país.

A pequena Le Slip Français, que tem apenas sete empregados e quase dois anos de existência, espera ser um dos símbolos dessa tendência: a empresa promove uma linha de produtos azuis, vermelhos e brancos (as cores da bandeira francesa) que incluem, além de roupa íntima, alpargatas femininas, acessórios, bolsas e sacolas de praia.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.