Tamanho do texto

Segundo os reguladores da União Europeia, a Deutsche Telekom, Orange SA e Telefonica podem ter abusado da sua posição dominante nos serviços de conexão à Internet

Reuters

Sede da Deutsche Telekom, na Alemanha
Getty Images
Sede da Deutsche Telekom, na Alemanha

Reguladores antitruste da União Europeia investigam Deutsche Telekom, Orange SA e Telefonica por suspeita de que as empresas podem ter abusado da sua posição dominante nos serviços de conexão à Internet.

A Comissão Europeia disse nesta quinta-feira que inspecionou de surpresa os escritórios de alguns provedores de telecomunicações em vários países da União Europeia em 9 de julho, mas não identificou as companhias, em linha com sua política de costume.

Deutsche Telekom e Orange SA confirmaram a inspeção. Uma fonte familiarizada com o assunto disse que a Telefonica também sofreu a incursão e que apenas três empresas foram alvo. A Telefonica não quis comentar.

Veja também: Telefonica Deutschland está aberta à união com KPN

"A Comissão tem a preocupação de que as empresas em questão podem ter violado as regras de concorrência da UE, que proíbem o abuso de uma posição dominante no mercado", disse o executivo da UE em comunicado. "A conectividade na Internet é crucial para o funcionamento da Internet e para a capacidade dos usuários finais em alcançar o conteúdo da Internet com a qualidade de serviço necessária, independentemente da localização do fornecedor", disse.

KPN e Belgacom disseram que não foram inspecionadas.

As empresas podem ser multadas em até 10% do seu volume de negócios global por violar as regras da concorrência da UE.