Tamanho do texto

Empréstimo de cinco anos tem como objetivo formar um colchão de liquidez no curto prazo

A Vale anuncia a contratação de uma nova linha de crédito rotativo no valor de US$ 2 bilhões, com prazo de cinco anos. A Vale e subsidiárias podem sacar a linha de crédito a qualquer momento, ao longo do período.

Leia também: Vale obtém licença de instalação para projeto Serra Sul no Pará

O financiamento foi contratado junto a um sindicato composto por 16 bancos comerciais globais, incluindo Barclays, Bank of Tokyo-Mitsubishi UFJ, BNP Paribas, Crédit Agricole, Citibank, Deutsche Bank, HSBC, Intesa San Paolo, JP Morgan, Mizuho, Natixis, Royal Bank of Canada, The Bank of Nova Scotia, Société Générale, Standard Chartered e Sumitomo.

Com a nova linha, o total em linhas de crédito rotativo da empresa soma US$ 5 bilhões. A empresa já contratou uma linha de US$ 3 bilhões, que vencerá em 2016.

"Este instrumento forma um colchão de liquidez no curto prazo e possibilita maior eficiência da gestão do caixa, sendo consistente com o foco estratégico na minimização do custo do capital", declarou a companhia, em nota.