Tamanho do texto

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda nos pedidos de falência foi de 13,5%. No acumulado do ano até o mês passado foi registrado recuo de 2%

Agência Estado

Os pedidos de falência em junho recuaram 17% em relação a maio
Getty Images
Os pedidos de falência em junho recuaram 17% em relação a maio

Os pedidos de falência em junho recuaram 17% em relação a maio, mostram dados da Dados da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), divulgados nesta quarta-feira (3). Na comparação com junho do ano passado, a queda nos pedidos de falência foi de 13,5%. No acumulado do ano até o mês passado foi registrado recuo de 2% ante mesmo período de 2012.

Veja também: OGX, de Eike Batista, tem 3º maior risco de dar calote do mundo, aponta índice

No caso das falências decretadas, em junho houve queda de 4,1% ante maio. No entanto, na comparação com o mesmo mês do ano anterior os decretos tiveram alta de 31,5%. No acumulado de 2013, foi registrado aumento de 22,7% nas falências decretadas.

Os pedidos e os deferimentos de recuperação judicial apresentaram expansão no acumulado do ano de 16,7% e 49,1%, respectivamente. Segundo a Boa Vista, o primeiro semestre de 2013 começa a apontar melhores tendências em quase todos os indicadores de insolvência.

Veja também: Agência Moody's rebaixa nota de risco da petroleira OGX, de Eike, para CAA2

O ritmo de crescimento para os pedidos de falência vem diminuindo, enquanto o ritmo de recuperação judicial aumenta consistentemente na comparação com o fechamento do primeiro trimestre deste ano, frente ao mesmo trimestre do ano anterior (quando variaram +5,0% e -1,6%, respectivamente).

Para a entidade, "a esperada recuperação da atividade econômica e a expectativa de queda na inadimplência de empresas e consumidores devem favorecer a melhoria da situação financeira das empresas".