Tamanho do texto

Segmento passa a ser dividido em Brasil e Cone Sul, que terá comandos diferentes

A Marfrig Alimentos esclareceu ao mercado nesta segunda-feira (1º) sua nova estrutura organizacional do segmento Marfrig Beef, de bovinos e ovinos, que passa a ser dividido em duas unidades operacionais: Brasil e Cone Sul, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

A partir de 1º de setembro deste ano, Andrew Murchie manterá sua posição de CEO da Marfrig Beef Brasil, enquanto que Martín Secco assume a posição de CEO da Marfrig Beef Cone Sul, que reúne as operações da Argentina, Chile, Uruguai, Rio Grande do Sul e Pampeano.

Leia também: JBS vai comprar unidades da Marfrig, incluindo Seara, por R$ 5,85 bilhões

Os executivos passam a se reportar diretamente a Sérgio Rial, que está em processo de transição para assumir a posição de CEO do grupo até 1º de Janeiro de 2014. A partir da data, o atual presidente Marcos Molina assume a posição de presidente do conselho de administração.

Andrew Murchie, CEO da Marfrig Beef Brasil desde fevereiro de 2012, tem 20 anos de experiência no setor de carne bovina, e passagens por empresas como Anglo Alimentos, BF Alimentos e Grupo Friboi. Ingressou no grupo em 2003, e foi diretor comercial da Marfrig Beef Brasil.

Martín Secco, CEO da Marfrig Beef Cone Sul, está no grupo desde que a empresa assumiu as operações no Uruguai, através da aquisição do Frigorífico Tacuarembó, que pertencia anteriormente à sua família. Tem 25 anos de experiência no setor de carne bovina e desde 2007 é responsável pelas operações do Grupo Marfrig no Uruguai e Chile.

O formato de divulgação das informações financeiras manterá o atual padrão do segmento Marfrig Beef.

Após nove anos de trabalho no grupo, James Cruden, CEO da divisão Marfrig Beef para a América do Sul, decidiu se aposentar. James permanecerá na presidência da Marfrig Beef até 31 de agosto deste ano.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.