Tamanho do texto

Brasil é o primeiro país no continente americano a adotar estratégia para aumentar as vendas

Programa de fidelidade da Danone terá campanha em pontos de venda a partir deste mês
Divulgação
Programa de fidelidade da Danone terá campanha em pontos de venda a partir deste mês

Programas de fidelidade ainda são pouco disseminados no Brasil. Os mais conhecidos são oferecidos pelas companhias aéreas – e às vezes, pelas dificuldades para transformar pontos em passagens, tiram o sono dos clientes. A Danone, multinacional francesa, decidiu ser pioneira como uma empresa do setor de alimentos a investir nesse tipo de estratégia para aumentar o consumo de iogurte entre os brasileiros.

O programa Mais Danone foi lançado na internet há cerca de um mês e, nesta segunda-feira (1º), começa uma campanha de divulgação nos pontos de venda para acelerar as adesões. O objetivo da empresa é chegar a 1 milhão de associados dentro de 12 meses, como explica Rodrigo Matheus, gerente de mídia e marketing social da Danone.
Segundo o executivo, o programa não é uma promoção, por isso não tem data para acabar. O Brasil é o primeiro país do continente americano onde a multinacional francesa oferece o incentivo aos consumidores. Espanha e França têm projetos semelhantes.

Além de juntar pontos para trocar por iogurtes da Danone, o consumidor pode escolher produtos e serviços de parceiros, que vão de eletrodomésticos a passes para academias de ginástica. O cliente compra o produto, faz um cadastro no site do Mais Danone, registra o número estampado na tampa do iogurte e poderá, por meio do seu CPF, fazer a troca por produtos nos pontos de venda autorizados, No caso do iogurte o desconto no preço chega a 90%. Programas de computador ajudam a monitorar possíveis tentativas de fraude, explica o executivo da companhia.

A Danone é líder no País em vendas de produtos lácteos frescos (como iogurtes e sobremesas lácteas), com 37% de participação de mercado. Apesar da liderança, Matheus confia na capacidade da empresa de aumentar as vendas. Isso porque o consumo per capita do produto no País ainda é muito baixo. O brasileiro consome cerca de sete quilos de iogurte por ano. Na Argentina, são 15 kg anuais. Na Holanda, esse número está na faixa de 30 kg. "O potencial é enorme, porque os iogurtes estão em 94% dos lares brasileiros. O que precisamos é fazer com que os brasileiros consumam com mais frequência e experimentem diferentes produtos dentro deste segmento", diz o gerente da Danone.

A previsão, segundo o executivo, é que o programa de fidelidade contribua para um crescimento de pelo menos um dígito nas vendas da empresa em 12 meses. "Esta é uma das nossas principais iniciativas digitais nos próximos anos", afirma Matheus.