Tamanho do texto

Fundador da companhia disse que nunca discutiu a possibilidade de comprar a JetBlue com o BNDES. "Meu foco está 100% em abrir o capital da Azul", afirmou

Agência Estado

Segundo executivo da companhia aérea Azul, planos de abrir capital da empresa foram adiados
Divulgação
Segundo executivo da companhia aérea Azul, planos de abrir capital da empresa foram adiados

O fundador da companhia aérea JetBlue Airways, David Neeleman, negou que tenha qualquer plano de comprar a portuguesa TAP Air e a própria JetBlue. Segundo a imprensa brasileira divulgou nesta sexta-feira, 28, Neeleman negociava uma parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para comprar as duas. O objetivo seria, eventualmente, fundir ambas com a brasileira Azul Linhas Aéreas, que é controlada por Neeleman.

Veja também: Companhias aéreas apostam na regionalização para crescer

O executivo, que renunciou como chairman da JetBlue em 2008 para criar a Azul, disse que nunca discutiu a possibilidade de comprar a JetBlue com o BNDES. "Meu foco está 100% em abrir o capital da Azul", afirmou.

O executivo reconheceu que os planos para a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Azul foram adiados e disse que a listagem pode esperar até o mercado de câmbio se estabilizar. Segundo ele, a recente depreciação do real foi longe demais e o mercado vai "se acalmar". Enquanto isso, a Azul "tem muito capital". Fonte: Dow Jones Newswires.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.