Tamanho do texto

Segundo a Anatel, cinco municípios recém-emancipados deverão ser cobertos em até 2 anos

Reuters

O realinhamento da sufbaixa da Vivo estava previsto no edital do leilão de 3G
Divulgação
O realinhamento da sufbaixa da Vivo estava previsto no edital do leilão de 3G

O conselho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou nesta quinta-feira (27) a Vivo, operadora móvel do grupo Telefônica Brasil, a realinhar a subfaixa de frequência "L", o que na prática permite à operadora expandir sua rede móvel de terceira geração (3G) para mais 206 municípios com menos de 30 mil habitantes.

-Veja também: empresas de banda larga fixa cumprem metas, segundo medição da Anatel

O realinhamento da sufbaixa estava previsto no edital do leilão de 3G. Segundo a Anatel, a empresa terá de pagar R$ 480 milhões, a título de readequação dos termos de autorização.

Segundo a Anatel, cinco municípios recém-emancipados nos Estados do Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul deverão ser cobertos pela nova rede em até dois anos. Para os demais, o início da cobertura varia até seis anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.