Tamanho do texto

Cidade de Araçariguama, a 50 quilômetros da capital, deve receber o empreendimento

Perspectiva aérea do Piemonte Conference Resort: terreno de 602 mil metros quadrados
Divulgação
Perspectiva aérea do Piemonte Conference Resort: terreno de 602 mil metros quadrados

A cidade de Araçariguama, no interior do Estado de São Paulo, vai ganhar um empreendimento de uso misto de R$ 360 milhões, composto por um resort, que terá um centro de convenções, e também unidades residenciais. É o que revela ao iG o presidente do grupo BSH, José Marino.

Leia também: Rede de franquias de hotéis La Quinta estuda entrar no Brasil

"Escolhemos a cidade porque o objetivo é ter o empreendimento longe o suficiente da capital, mas também que facilite o retorno à cidade", disse Marino. A compra do terreno, de 602 mil metros quadrados, já foi realizada, e o próximo passo é encaminhar o projeto para a Prefeitura em julho, para aprovação.

A BSH, consultoria e gestora de investimentos, criou em 2007 uma nova empresa no Grupo BSH: a Inncorp, que se dedica ao desenvolvimento imobiliário de projetos com componentes hoteleiros. Hoje, a divisão tem dois projetos em desenvolvimento: o Piemonte Conference Resort, em Araçariguama, e um hotel urbano em Salvador, na Bahia.

O uso misto tem como objetivo viabilizar o investimento, já que os custos são rateados entre hotel e unidades residenciais. 

José Marino Neto, presidente da BSH: divisão do grupo vai investir em dois projetos
Divulgação
José Marino Neto, presidente da BSH: divisão do grupo vai investir em dois projetos

O Piemonte Conference Resort é assinado pela Candusso Arquitetos e tem como principais características a iluminação natural e a área de lazer ampla, composta por 12 quadras de tênis e piscina de 5 mil metros quadrados. 

O hotel terá 232 quartos cinco estrelas. Haverá uma ala residencial com 136 suites, e mais 456 apartamentos com serviços de hotel. São três edificações de três andares.

O investimento visa complementar a demanda existente na capital, já atendida por outros empreendimentos semelhantes, como o Hyatt Campinas, Sofitel Guarujá e Bourbon Atibaia Convention & Spa Resort. 

"Teremos espaço para receber treinamentos empresariais e congresso com diferenciais, como coffee breaks exclusivos para cada evento", diz Marino.

O grupo está em processo de seleção do operador do empreendimento, e a construção deve levar três anos. 

Hotel na Bahia

O outro projeto da divisão de desenvolvimento imobiliário do Grupo BSH será um hotel na Praia da Armação, em Salvador, na Bahia. O empreendimento significa um investimento de R$ 60 milhões.

"Será um hotel executivo, que ficará a 600 metros de um centro de convenções e a um quilômetro do centro financeiro da cidade", explica Marino. O operador ainda não pode ser anunciado. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.