Tamanho do texto

Só a operadora suíça de aviões executivos VistaJets encomendou 20 aviões Challenger 350

Reuters

A canadense Bombardier anunciou US$ 1,8 bilhão em pedidos por seus jatos executivos grandes e médios na Paris Airshow, maior feira de aviação mundial, nesta terça-feira (18), e destacou a demanda firme na parte alta desse segmento.

-Veja também: Embraer anuncia renovação da família de aviões comerciais

A operadora suíça de jatos executivos VistaJets encomendou 20 aviões Challenger 350 com opções para mais 20 unidades —no valor combinado de US$ 1,04 bilhão.

O ex-presidente da Bombardier Steven Ridolfi fala durante conferência para promover o Challenger 350
AFP
O ex-presidente da Bombardier Steven Ridolfi fala durante conferência para promover o Challenger 350

A Bombardier também vendeu uma dúzia de seu maior jato executivo, o Global 8000, para um cliente não divulgado, em um negócio estimado em US$ 804 milhões.

A demanda no mercado de aviação executiva continua focada "principalmente nos maiores jatos, mas o Challenger de médio porte está indo bem", disse o presidente-executivo da Bombardier, Pierre Beaudoin, à Reuters.

"Esperamos que à medida que economia dos Estados Unidos se recupere, a categoria de jatos executivos menores acelere."

Em novembro, a VistaJets deu à Bombardier seu maior negócio, um pedido de US$ 7,8 bilhões para até 142 aeronaves Global.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.