Tamanho do texto

Uma cafeteria de Pinheiros passou a cobrar o expresso a R$ 0,20, enquanto gráficas e agências imprimiram e distribuíram cartazes do movimento sem cobrar

Funcionários da Coffee Lab anunciam o expresso a R$ 0,20 em apoio ao movimento
Coffee Lab
Funcionários da Coffee Lab anunciam o expresso a R$ 0,20 em apoio ao movimento

Empresas paulistanas começam a manifestar seu apoio aos manifestantes que protestam contra o aumento das tarifas do transporte público na capital paulista. A cafeteria Coffee Lab, em Pinheiros, anunciou que o preço do seu café expresso passaria a valer R$ 0,20 nesta segunda-feira (17).

O valor corresponde ao aumento da tarifa dos ônibus, que entrou em vigor no último dia 2 de junho. Na página oficial da empresa no Facebook, funcionários posaram com um cartaz e postaram a seguinte mensagem: “Hoje, nosso expresso vale R$ 0,20”. A mensagem foi compartilhada por pelo menos 2.300 usuários.

Leia mais: Em resposta à violência, manifestantes preparam maior protesto em São Paulo

Já a gráfica e estúdio de design Meli-Melo disponibilizou suas impressoras para imprimir cartazes do movimento. A empresa também se prontificou a distribuir o material gráfico na próxima manifestação, em prol do movimento.

Inspirada na iniciativa, a agência de propaganda e marketing digital Insight Gráfico também aderiu à ideia. Passou a imprimir até 10 cartazes de graça aos manifestantes, pedindo em troca uma “curtida” em sua página no Facebook.

Entenda

Após protestos violentos na região da avenida Paulista, na semana passada – jornalistas ficaram feridos e mais de 200 pessoas foram presas pela Polícia Militar, inclusive por porte de vinagre –, o levante liderado pelo Movimento Passe Livre (MPL) tomou proporções maiores e passou a ser integrado por pessoas que pleiteiam causas além dos preços das passagens.

Nesta segunda-feira, eram esperadas mais de 100 mil pessoas no Largo da Batata, na região de Pinheiros, para o quarto dia de protestos. Até as 18h, a manifestação era pacífica.

Cartazes impressos gratuitamente pela gráfica paulistana Meli-Melo, em suporte ao movimento contra o aumento da tarifa de ônibus
Meli-Melo
Cartazes impressos gratuitamente pela gráfica paulistana Meli-Melo, em suporte ao movimento contra o aumento da tarifa de ônibus


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.