Tamanho do texto

Do total de 47%, acionistas vão se desfazer de 16% dos papéis por meio de oferta na Bolsa

O Conselho de Administração da Via Varejo aprovou nesta quinta-feira (13) a venda 16% das ações da família Klein na Bolsa. Com a decisão dos acionistas minoritários, donos de 47% dos papéis, o pacote de ações será ofertado ao mercado em forma de units – equivalente a uma ação ordinária e duas preferencias.

Com a oferta de units, a empresa se enquadra no nível 2 de governança corporativa. O que for obtido com a venda dos papeis ficará no caixa da companhia.

Fachada de loja das Casas Bahia, que faz parte da Via Varejo
Divulgação
Fachada de loja das Casas Bahia, que faz parte da Via Varejo

A Via Varejo, presidida por Vitor Fagá de Almeida, é o braço de eletroeletrônicos do Grupo Pão de Açúcar (GPA) e inclui a Casas Bahia e o Ponto Frio. O GPA é o controlador e detém 52,4% das ações da empresa. O restante, 0,6%, está na Bolsa para ser negociado. Como o volume é muito pequeno, o volume negociado é irrelevante.

Também ficou definido na reunião entre os conselheiros da Via Varejo que dois bancos vão coordenar a operaÇão: Bradesco e Credit Suisse.

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.