Tamanho do texto

Segundo Graça Foster, foram encontrados corais em área que estatal avaliou erroneamente

Agência Estado

Graça Foster declarou que a FPSO P-63 pode iniciar produção com dois a três meses de atraso
Getty Images
Graça Foster declarou que a FPSO P-63 pode iniciar produção com dois a três meses de atraso

A presidente da Petrobras, Graça Foster, declarou que a FPSO P-63 pode iniciar a produção com dois a três meses de atraso.

Ela participou de palestra nesta sexta-feira (7) no Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), no Rio de Janeiro.

-Veja também: Petrobras pode entrar com mais de 30% no leilão, afirma Graça Foster

Na quarta (5), Graça havia comentado que poderia haver um atraso de dois meses. FPSO é a sigla em inglês para unidade flutuante de armazenamento e transferência.

A executiva explicou que foram encontrados corais em área que a Petrobras avaliou erroneamente, segundo ela, como deslizamento de massas.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) fez exigências e a estatal deverá fazer ajustes em risers (conexão do poço à plataforma) que poderiam afetar a área.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.