Tamanho do texto

A companhia decidiu suspender alguns projetos até reverter o seu cenário de dívidas


Funcionário na unidade da empresa em Suzano (SP):  receita líquida da empresa aumentou 7,1% no acumulado de 2012 na comparação com 2011
Divulgação
Funcionário na unidade da empresa em Suzano (SP): receita líquida da empresa aumentou 7,1% no acumulado de 2012 na comparação com 2011

A Suzano Papel e Celulose teve queda de 84% no lucro líquido do quarto trimestre na comparação anual, para R$ 34 milhões, e decidiu suspender projetos de celulose no Piauí e de energia renovável para reduzir seu nível de endividamento.

A companhia encerrou 2012 com relação dívida líquida sobre lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 5 vezes, ante 4,2 vezes nos três últimos meses de 2011 e 4,7 vezes no terceiro trimestre.

Segundo a empresa, o projeto de produção de celulose no Piauí, cujo início de operação estava previsto para 2016, foi suspenso junto com o plano de investimento em energia renovável, "até que a alavancagem da companhia esteja abaixo de 2,5x dívida líquida/Ebitda e as condições macroeconômicas e de mercado permitam".

Apesar disso, a empresa estimou um investimento total em 2013 de 3 bilhões de reais, após 2,78 bilhões em 2012. Do total de recursos, a Suzano afirma no balanço que vai investir 2,3 bilhões de reais no projeto de produção de celulose no Maranhão. A expectativa da empresa que é que o projeto inicie operações no quarto trimestre deste ano, com capacidade para 1,5 milhão de toneladas anuais.

O resultado do quarto trimestre ficou abaixo do esperado por analistas consultados pela Reuters, de lucro de R$ 74 milhões para o quarto trimestre. Pesou sobre a linha final do balanço o resultado financeiro negativo, que cresceu de R$ 63,1 milhões nos três últimos meses de 2011 para R$ 155,8 milhões.

A Suzano teve receita líquida de R$ 1,47 bilhão no quarto trimestre, crescimento de 10% na comparação anual, enquanto a vendas de celulose avançaram recuaram ligeiros 0,8%, para 504 mil toneladas. Já as vendas de papel caíram 8,4%, a 367 mil toneladas.

A produção de celulose de mercado cresceu 6%, para 533 mil toneladas, enquanto a de papel caiu 0,7%, para 337 mil toneladas.

A companhia apurou Ebitda de R$ 404 milhões, praticamente estável sobre o apurado um ano antes, enquanto a margem caiu de 30,1 para 27,5%. Analistas estimavam Ebitda de R$ 400 milhões de reais para a empresa.

Veja tamém: Suzano espera voltar ao azul em 2013, diz diretor

* Com Reuters