Tamanho do texto

Operação prevê a venda de 47 jatos e inclui opções de compra para 47 aviões adicionais

Reuters

A Embraer anunciou nesta quinta-feira que assinou acordo com a norte-americana Republic Airways para a venda de até 47 jatos modelo 175. A operação inclui ainda opções de compra para 47 aviões adicionais, o que pode levar o valor do negócio para cerca de US$ 4 bilhões no total, segundo preços de tabela das aeronaves.

INFOGRÁFICO: Avião particular para gostos e bolsos variados

O anúncio do acordo fazia as ações da companhia brasileira dispararem mais de 8%, enquanto o Ibovespa mostrava variação positiva de 0,27%.

Embraer 175
Divulgação
Embraer 175

A operação foi fechada depois que a Embraer revelou na semana passada que a irlandesa Aldus Aviation é o cliente não informado na carteira de pedidos de dezembro da companhia. A empresa assinou contrato para compra de 20 jatos regionais, sendo cinco 175 e 15 unidades do modelo 190, num contrato de até US$ 1,56 bilhão.

VÍDEO: Novo avião da Embraer é testado em túnel de vento holandês

Também na semana passada, a Embraer informou que sua carteira de pedidos no quarto trimestre teve a primeira alta em um ano, passando a US$ 12,5 bilhões.

Segundo a fabricante brasileira, o acordo com a Republic depende de aprovação da corte de recuperação judicial da AMR Corp. Isso porque os aviões serão operados por subsidiária da Republic nas cores da American Eagle em rotas regionais da American Airlines, empresas controladas pela AMR.

A assessoria de imprensa da Embraer informou que o acordo será levado à corte nesta quinta-feira e é possível que o contrato seja incluído na carteira de pedidos da fabricante ainda neste primeiro trimestre.

Os aviões serão configurados em duas classes de serviço, com capacidade para 76 passageiros. A primeira entrega está programada para meados deste ano.

A Republic Airways é a maior operadora de jatos da regionais da Embraer no mundo e os novos aviões encomendados foram aprimorados pela fabricante brasileira, que afirma que os modelos possuem novas pontas de asa (wingtips) e "refinamentos aerodinâmicos que reduzirão o consumo de combustível em até 5%".

Com o pedido, a frota de aeronaves regionais da Embraer operada pela Republic passará a ser composta por 72 jatos modelo 170, 107 modelo 175 e 70 unidades modelo 145.

(Por Alberto Alerigi Jr.)