Tamanho do texto

Com aporte de R$ 50 milhões, Sossego traz modelo que faz 55% das vendas na Inglaterra

Divulgação
"Estudamos por dois anos o comportamento do mercado no exterior", diz o CEO Alexandre Jesus

O Sossego, um site no qual o usuário pode comparar preços e comprar seguros, termina o primeiro ano de operação com 4 mil clientes. Lançado em janeiro passado, o portal tem maior foco em seguro de carros e oferece serviços de seguradoras como Bradesco, Marítima, Zurich, Chubb, HDI e Mapfre.

- Mais: concorrentes de peso vão disputar mercado de cupons no Brasil

O modelo de venda online de seguros ainda é novidade no Brasil. Alexandre Jesus, fundador e CEO do Sossego, calcula que o formato não chegue a responder por 1% das vendas. Na Inglaterra, segundo ele, o número passa de 55%, enquanto nos EUA fica em torno de 35%.

"Estudamos por dois anos o comportamento do mercado de seguros norte-americano e europeu, onde os canais digitais revolucionaram a forma como os consumidores compram seguros. Acreditamos que o Brasil irá seguir a mesma tendência", afirma Jesus.

O site contou com investimentos totais de US$ 25 milhões (ou R$ 50 milhões, no câmbio atual) ao longo do ano passado, aportados pelos controladores – além de investidores familiares, o negócio tem como sócio José Luiz Valente, ex-executivo de empresas como SulAmérica e Bradesco Seguros.

A maior parte do investimento serviu para colocar no ar a estrutura tecnológica. No segundo semestre, quando as parcerias com as seguradoras foram firmadas, a página começou a funcionar "para valer", explica Jesus. Segundo ele, 70% dos clientes foram conquistados nos últimos seis meses do ano, levando o site a crescer 50% ao mês no período.

O Sossego é sediado em Alphaville (SP), tem 78 funcionários e um escritório em Londres, onde o site buscou inspiração para a plataforma de vendas online. Jesus afirma ter mais R$ 10 milhões aprovados para investir ao longo de 2013, quando planeja chegar a 100 funcionários e 20 mil clientes na categoria de seguros para automóveis.

"O forte investimento é porque queremos ser o ponto de referência para quem pretende fazer cotação ou comprar seguros online", diz Jesus, que considera justa a comparação com o Decolar.com, líder nesse formato para venda de passagens aéreas e hospedagens. 

- Veja também: site para vender espaço na mala chega ao Brasil

O principal concorrente do Sossego é o Corta Contas, do grupo Buscapé. Mas, nesse site, a compra é finalizada através de um corretor "físico". "Nosso modelo de negócios é permitir que o cliente faça tudo sozinho e online, seja seu próprio corretor", afirma Jesus. "Fizemos testes e descobrimos que, em média, nosso usuário leva quatro minutos e 25 segundos para ir do início ao fim do processo no site, incluindo a compra", afirma.

Por enquanto, o Sossego faz somente seguro de automóveis de forma totalmente online – as outras categorias podem ser feitas com ajuda de corretores do site. Mas, em fevereiro, a página passa a oferecer seguros de vida e para casa nesse modelo. 

O portal também aposta em parcerias com empresas, para as quais oferece descontos aos funcionários. No primeiro ano, assinou contratos do tipo com Gol, Fast Shop e IBM. Segundo Jesus, "tem funcionado, os funcionários estão aderindo".

"O primeiro ano foi de aprendizado e teste do conceito. O resultado foi bem alinhado com aquilo que a gente esperava", diz Jesus. "Acho que, em pouco tempo, internet será o principal canal de venda de seguros por aqui também", conclui.

    Leia tudo sobre: Empreendedorismo