Tamanho do texto

Companhia prevê entregar mundialmente 19 milhões de encomendas em 24 horas

Frota da empresa passa de 600 aviões: alta é impulsionada pelo comércio eletrônico
Divulgação
Frota da empresa passa de 600 aviões: alta é impulsionada pelo comércio eletrônico

A Fedex estima que segunda-feira (10) será o dia mais movimentado na história da empresa, fundada em 1971. A companhia americana prevê entregar 19 milhões de encomendas pelo mundo, 10% acima do dia mais movimentado do ano passado e o dobro das entregas de um dia normal.

- Veja também: com Rapidão Cometa, Fedex terá serviço de entrega expressa no Brasil

O período entre o feriado de Ação de Graças, que caiu em 22 de novembro, e o Natal é sempre o mais movimentado para a Fedex. Em 2012, a empresa preve entregar 280 milhões de pacotes nesse intervalo, alta de 13% em relação a 2011. O pico ocorre na chamada Green Monday, a segunda segunda-feira de dezembro, quando se inicia a principal semana de vendas de Natal.

“O crescimento ano a ano do nosso volume do período de Natal se deve a vários fatores, incluindo o crescimento contínuo do e-commerce global e o aumento modesto de gastos dos consumidores”. Mike Murkowski, vice-presidente Sênior de Operações para a América do Sul.

No ano passado, a Green Monday caiu em 12 de dezembro, quando foram entregues 17,2 milhões de encomendas. Segundo executivos da empresa, em entrevistas a jornais americanos, o crescimento das vendas online é um dos responsáveis pelo aumento no número de entregas. 

Picos históricos

Veja quais foram os dias mais movimentados na Fedex a cada ano

Gerando gráfico...
Fonte: Fedex / em milhões de unidades / * expectativa


A Fedex e prestadores independentes de serviço contrataram mais de 20 mil trabalhadores temporários para dar conta das encomendas de final de ano. Além disso, funcionários de várias divisões da companhia precisarão fazer horas extras no período.

Neste fim do ano, a Fedex terá mais de 300 mil funcionários, 600 aeronaves e 90 mil veículos envolvidos nas entregas, em 220 países. A empresa é sediada em Memphis (EUA), tem ações negociadas na bolsa de Nova York desde 1978 e faturamento anual em torno de US$ 43 bilhões.

Em maio, a companhia comprou a brasileira Rapidão Cometa. O valor não foi revelado, mas se tratou do  maior negócio global da Fedex no ano .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.