Tamanho do texto

Montadora vai lançar 18 modelos e espera que as vendas totais no pais cresçam até 4%

A Ford vai trabalhar pesado no próximo ano. A montadora quer manter o crescimento de 4% no volume de vendas no ano que vem. Prova disso é que ela prepara 18 lançamentos para o mercado ante 16 novos modelos apresentados no Brasil em 2012.

“Esperamos que o mercado cresça entre 2% a 4% em 2013, mas isso vai depender do cenário macroeconômico e de um ambiente de juros continuando em patamares baixos”, disse o presidente da Ford para o Brasil, Steven Armstrong.

A montadora americana viu sua participação de mercado em automóveis e comerciais leves ter ligeiro recuo no acumulado do ano até novembro, para 8,9%, ante 9,2% no mesmo período de 2011.

No entanto, de acordo com dados da Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos Automotores (Fenabrave), as vendas passaram de 285,62 mil unidades de automóveis e comerciais leves para 292,72 mil unidades. Os licenciamentos, na verdade, acompanharam o crescimento do mercado total, que deve ser em torno de 5% este ano.

“A competição está se intensificando e melhorando (seus produtos) a cada ano no Brasil, que é o quarto maior mercado do mundo”, disse Armstrong, acrescentando que a companhia está investindo R$ 4,5 bilhões no país de 2011 a 2015.

“A atitude hoje é mais cautelosa. Entretanto, a Ford tem uma filosofia que é a do foco na estabilidade financeira e na fidelização de clientes. Não temos em nosso DNA a busca por market share, queremos sim vender produtos com qualidade e rentabilidade. Participação de mercado não está na ordem do dia em nossas reuniões”, disse o diretor de assuntos corporativos da Ford, Rogelio Golfarb acrescentando que no próximo ano virão novidades da montadora que podem mexer com o mercado brasileiro.

Em termos de vendas externas, Armstrong, presidente da Ford no Brasil, comentou que espera que a montadora apresente exportações estáveis em 2013 ante este ano, em cerca de 60 mil veículos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.