Tamanho do texto

Companhia planeja elevar a produção em 25% nos próximos 18 meses e tenta desenvolver cinco aviões para atender à demanda por aeronaves com maior eficiência de combustível

Reuters

A Boeing criou uma divisão para supervisionar o desenvolvimento de aeronaves, tirando essa prerrogativa do setor de produção, em meio aos esforços para fabricar mais aviões.

A companhia nomeou Scott Fancher - à frente do programa do 777 - para presidir a nova divisão de "desenvolvimento de aviões", que vai responder pelo design e pela certificação de voo dos produtos ainda em planejamento.

A Boeing planeja elevar a produção em 25 por cento nos próximos 18 meses e tenta desenvolver cinco aviões para atender à demanda dos clientes por aviões de maior eficiência de combustível e competir melhor com a Airbus na Europa.

Analistas consideraram a divisão um risco, tendo em vista o grande número de novos aviões em desenvolvimento e o rápido ritmo das fábricas da Boeing, "o maior na história da aviação comercial", nas palavras da fabricante.

"Equilibrar produção e desenvolvimento é muito importante para viabilidade e sucesso com os clientes", afirmou o presidente da divisão comercial da Boeing, Ray Conner, em comunicado interno na segunda-feira.

As mudanças entram em vigor imediatamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.