Tamanho do texto

Segundo a presidente Graça Foster, programa de exploração na área tem investimento de US$ 69,6 bilhões

A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou que a produção de petróleo no pré-sal será responsável por 47% do total produzido pela companhia em 2020. “A prioridade da Petrobras é o petróleo”, afirmou a executiva que fez questão de destacar que o programa tem investimento de US$ 69,6 bilhões.

Otimista com o cenário futuro, a presidente garantiu que a petrolífera vai encerrar novembro com uma produção acima de 2 milhões de barris por dia. “Acredito que dá para manter essa média”, disse. Dados de produção de petróleo mostram que a empresa atingiu em outubro o valor de 1,940 milhão barris por dia, uma alta de 5,3% em relação ao mês anterior.

De acordo com a curva de produção da Petrobras, em 2016 a companhia espera registrar 2,5 milhões de barris de óleo. O valor deve ser ainda maior em 2020, quando a estatal deve atingir 4,2 milhões.

Para atingir esses objetivos, a Petrobras terá 38 unidades exploratórias, sendo 24 delas direcionadas para o Pré-Sal. Além disso, a empresa que hoje conta com 15 sondas de perfuração, estima ter 25 equipamentos até 2016, atingindo 50 sondas em 2020.

Mesmo com o atual nível de produção, Graça afirmou que não deixará ocorrer a falta de combustível para o mercado, como já ocorreu nas regiões do Amapá, Pará e Maranhão. “Foi um problema local de logística com uma distribuidora que não está ligada a Petrobras”, defendeu-se durante evento promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em São Paulo. “Respondemos apenas pela nossa BR Distribuidora”, completou.

Já sobre o preço da gasolina, a executiva foi enfática ao afirmar que: “não tem a intenção de aumentar o preço.” Segundo Graça, também não existe uma briga entre a Petrobras e sua controladora (o governo).

De olho também nas oportunidades do etanol, a presidente afirmou que é uma defensora desse tipo de combustível. “O etanol é uma solução para o Brasil e estamos torcendo para volta do etanol em 25% em 2013”, opinou Graça. Hoje o etanol tem uma participação de 20% na gasolina.

Acionista

Os acionistas minoritários da Petrobras não estão nada contentes com o desempenho da petrolífera neste ano. A empresa já acumula perdas de R$ 42 bilhões em seu valor de mercado, hoje em R$ 250 bilhões (veja o gráfico). “Compreendemos que os acionistas estão aborrecidos e é algo que me constrange profundamente. Estamos trabalhando para melhorar a eficiência”, disse a presidente.

Graça Foster, que ocupa o cargo máximo da estatal, afirmou ainda que não possui ações da Petrobras. “Desse jeito me sinto mais confortável para tomar as decisões.” Porém a executiva fez questão de afirmar que caso não estivesse no cargo “compraria ações da companhia.”

Leia mais notícias de economia, política e negócios no jornal Brasil Econômico

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.