Tamanho do texto

Acionistas aprovaram aquisição há muito esperada da mineradora no valor de US$ 31 bilhões, abrindo caminho para uma das maiores fusões de todos os tempos

Reuters

LONDRES/ZUG, Suíça, 20 Nov (Reuters) - Acionistas da Glencore aprovaram amplamente a aquisição há muito esperada da mineradora Xstrata no valor de 31 bilhões de dólares, abrindo o caminho para uma das maiores fusões no setor de todos os tempos.

- Mais: China planeja cortar imposto do minério de ferro

Depois de nove meses de tensas negociações, reuniões tarde da noite e mudanças de última hora, o acordo para criar uma poderosa mineradora e trading está ao alcance da Glencore --uma vitória pessoal para seu maior acionista, negociador essencial e diretor-executivo, Ivan Glasenberg, que também irá liderar o grupo combinado.

Os próprios investidores da Xstrata irão votar ainda nesta terça-feira na cidade suíça de Zug, com a reunião começando às 11h (horário de Brasília). Eles também devem apoiar a fusão, depois que a Qatar --a segunda maior acionista da Xstrata-- afirmou que irá apoiar a oferta.

No que pode ser um abalo constrangedor para a diretoria da Xstrata, no entanto, investidores podem rejeitar um plano de 140 milhões de libras (223 milhões de dólares) para segurar os diretores da Xstrata. Defendido pela diretoria como essencial para entregar uma série de grandes projetos da Xstrata, o plano é muito impopular entre os acionistas institucionais.

A Xstrata está mudando para um período de desenvolvimento depois de uma década de aquisições que a tornaram a quarta maior mineradora diversificada do mundo e, portanto, os projetos são essenciais para suas perspectivas.

(Reportagem de Clara Ferreira-Marques e Emma Farge)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.