Tamanho do texto

Paul Otellini trabalhava há quase 40 anos na pioneira do Vale do Silício, oito como presidente

Otellini: gestão gerou caixa de US$ 107 bilhões e aumentou dividendo trimestral em 181%
Getty Images
Otellini: gestão gerou caixa de US$ 107 bilhões e aumentou dividendo trimestral em 181%

O presidente e CEO da Intel Corporation, Paul Otellini, decidiu se aposentar dos cargos de executivo e diretor da empresa em maio de 2013. A decisão de Otellini encerrará uma carreira de quase 40 anos na gigante pioneira do Vale do Silício (EUA).

- Mais: com Motorola, Intel entra no mercado brasileiro de smartphones

“Paul Otellini tem sido um líder muito forte, sendo apenas o quinto CEO da história de 45 anos da empresa e aquele que comandou a Intel durante momentos desafiadores e transições de mercado”, declarou Andy Bryant, presidente do conselhom através de nota à imprensa.

“Tive o privilégio de liderar uma das melhores empresas do mundo”, disse Otellini, também através do comunicado. “Após quase quatro décadas na empresa e oito anos como CEO, é hora de seguir em frente e transferir o comando da Intel para uma nova geração. Estou ansioso para trabalhar com Andy, a diretoria e a equipe de gestão durante o período de transição de seis meses, além de permanecer disponível como um conselheiro para a gerência, após minha aposentadoria como CEO”.

O conselho administrativo conduzirá o processo para a escolha do sucessor de Otellini e considerará candidatos internos e externos para o trabalho, afirma a assessoria de imprensa da Intel.

Além disso, a empresa também anunciou que o conselho aprovou a promoção de três líderes sêniores para o cargo de vice-presidente executivo: Renee James, Chefe do Negócio de Software da Intel, Brian Krzanich, Chefe de Operações e Diretor Mundial de manufatura, e Stacy Smith, Chefe do Departamento Financeiro e Diretor de Estratégia Corporativa.

Durante o mandato de Otellini como CEO – do segundo trimestre de 2005 até o terceiro trimestre de 2012 – a Intel gerou, com suas operações, caixa de US$ 107 bilhões, fez pagamentos de dividendos no valor de US$ 23,5 bilhões e aumentou o dividendo trimestral em 181%, de US$ 0,08 para 0,225 por ação.

Do final de 2005 até o final de 2011, a Intel conquistou receita e lucro líquido recorde. Durante esse período, a receita anual cresceu de US$ 38,8 bilhões para US$ 54 bilhões, enquanto o lucro anual por ação ao portador cresceu de US$ 1,40 para US$ 2,39. Sob a liderança de Otellini, a Intel também fez importantes inovações, incluindo os transistores High-K/Metal Gate e 3-D Tri-gate, além de ter lançado os Ultrabooks. 

A Intel é uma das primeiras, principais e mais inovadoras empresas do Vale do Silício, na Califórnia (EUA). A empresa projeta e fabrica processadores e outras tecnologias que servem como base para os dispositivos computacionais. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.