Tamanho do texto

Companhia canadense planeja cortar cerca de 1,2 mil empregos em sua divisão de fabricação de trens

Reuters

A canadense Bombardier disse que vai atrasar em cerca de seis meses o primeiro voo de seu avião C-Series e cortar cerca de 1,2 mil empregos em sua divisão de fabricação de trens.

A companhia, que também divulgou um aumento de 10 por cento no lucro líquido do terceiro trimestre, informou ainda que vai fechar uma fábrica de vagões em Aachen, na Alemanha.

Maior fabricante de trens do mundo e terceira maior produtora de aeronaves, a Bombardier possui cerca de 70 mil empregados, sendo 400 na fábrica de Aachen.

A empresa, que está investindo 3,3 bilhões de dólares para desenvolver os jatos C-Series, disse em agosto que se consideraria dentro do prazo se o primeiro voo fosse realizado em um período de três a cinco meses.

Mas a empresa disse nesta quarta-feira que, após consultas com fornecedores, o primeiro voo do C-Series agora acontecerá no fim de junho de 2013.

O lucro líquido da Bombardier subiu para 212 milhões de dólares, ou 0,12 dólar por ação, ante 192 milhões de dólares, ou 0,11 dólar por ação, na comparação anual.

A receita caiu 6 por cento, para 4,34 bilhões de dólares.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.