Tamanho do texto

Lucro líquido registrado pela Nissan entre julho e setembro subiu 7,7% para US$1,32 bilhão

Reuters

Contando os custos dos protestos anti-Japão após uma disputa territorial com a China, a Nissan cortou sua previsão de lucro líquido para todo o ano em um quinto, para 3,99 bilhões de dólares, e disse que perdeu participação em seu maior mercado.

A Nissan se junta a Honda na revisão para baixo em suas projeções para o ano - a Honda também cortou um quinto de sua expectativa - mas sua maior rival Toyota aumentou levemente sua previsão a medida em que é menos exposta ao mercado chinês, onde os produtos japoneses foram boicotados.

O lucro líquido registrado pela Nissan entre julho e setembro subiu 7,7 por cento para 106 bilhões de ienes (1,32 bilhão de dólares), disse a Nissan nesta terça-feira.

O resultado foi bem acima dos 91,4 bilhões de ienes estimados por analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S. O impacto total dos danos na China vão atingir a empresa ainda no segundo semestre.

A companhia disse que durante a primeira metade de seu ano fiscal, um iene mais forte contra moedas da Rússia e do Brasil, além de maiores custos de venda, afetaram o lucro operacional.

A projeção para lucro líquido anual de 320 bilhões de ienes é menor que a estimativa de 360 bilhões de ienes feita pela Thomson Reuters StarMine's StarEstimate.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.