Tamanho do texto

Toyota disse que as vendas caíram 49% em setembro na China em relação ao mesmo período do ano passado; vendas da Nissan declinaram 35% e as da Honda recuaram 41%

Agência Estado

As montadoras japonesas cortaram a produção acentuadamente no Japão e na China em setembro, visto que o fim dos incentivos do governo para compra de automóveis reduziu as vendas domésticas e uma disputa territorial desencadeou um sentimento contra os japoneses no mercado chinês, afetando a produção local no fim do mês passado.

A Toyota disse que as vendas caíram 49% em setembro na China em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas da Nissan declinaram 35% e as da Honda recuaram 41%.

A Toyota produziu 271.517 veículos no Japão em setembro, uma queda de 12,2% em relação ao mesmo período de 2011. A produção da montadora recuou 42% na China, em bases anuais, para 47 mil veículos. O declínio na produção doméstica foi provocada em parte pela redução das exportações de seus veículos Lexus do Japão para a China, disse um porta-voz da empresa.

A produção da Nissan caiu 14% em setembro, para 96.585 veículos, em relação ao mesmo período do ano passado. Na China, a produção da montadora declinou 20%, para 90.394 unidades.

A Honda disse que sua produção doméstica caiu 3,6% em setembro, para 72.200 veículos. A produção da montadora na China teve queda de 21%, para 50.735 unidades. As informações são da Dow Jones.