Tamanho do texto

Atraso no cronograma de novos projetos levará a Natura a fechar 2012 com investimentos de 10% a 15% inferiores ao valor previsto inicialmente, que era de R$ 420 milhões

Reuters

O atraso no cronograma de novos projetos levará a Natura a fechar 2012 com investimentos de 10% a 15% inferiores ao valor previsto inicialmente, que era de R$ 420 milhões.

"Não cancelamos projetos, estamos apenas mudando o cronograma em função de eventos programados para este ano que atrasaram, mas que seguirão no ano que vem", afirmou o vice-presidente financeiro e de Relações com Investidores da Natura, Roberto Pedote, em teleconferência com analistas nesta sexta-feira.

MaisLucro da Natura sobe 17,7% no 3º tri, a R$ 237,3 milhões

Dentre os projetos que sofreram atraso, ele citou a fábrica de sabonetes no Pará, que deveria ser finalizada em novembro deste ano, mas será concluída apenas em março de 2013, em função de problemas com licenças e chuvas na região.

"O plano de investimentos será apenas atrasado em alguns meses", acrescentou.

No ano passado, a Natura realizou investimentos de R$ 346 milhões. Para o próximo ano, o executivo preferiu não fornecer previsão de desembolsos.

Participação de mercado

Na primeira metade do ano, a Natura perdeu 1,5 ponto porcentual em participação no mercado de cosméticos, alcançando 23,2%. Segundo Pedote, grande parte dessa retração se deu pela entrada e maior presença de representantes internacionais no setor.

Ele citou ainda um crescimento do segmento de cosméticos acima do esperado, apoiado sobretudo no aumento do poder de compra da população.

Conforme dados de associações que representam o setor no país, o segmento alvo da Natura cresceu 16,8% no primeiro semestre deste ano, comparado a 8% um ano antes.

TambémPerfumaria é um dos destaques de alta no PIB do 2º trimestre

Mas, apesar do ambiente de concorrência mais acirrada, a companhia afirmou estar confiante no desempenho adiante.

"O crescimento da Natura virá do crescimento de canal de vendas e da produtividade, que já estamos revertendo a tendência e que vai crescer gradativamente", disse Pedote.

Na véspera, o executivo havia afirmado a jornalistas que a empresa começou a focar na melhora de produtividade das consultoras de vendas, oferecendo incentivos para que fechem com os clientes pedidos maiores de produtos, em vez de aumentar a base de consultoras.

E maisNatura vê sofisticação do consumo e lança perfume premium

A fabricante de cosméticos também informou que não pretende antecipar a realização das ofertas para o período de Natal como forma de impulsionar as vendas.

A Natura apresentou na quarta-feira crescimento de 14,8% na receita líquida do terceiro trimestre, a R$ 1,6 bilhão.