Tamanho do texto

Britânica está desenvolvendo modelos sedãs com motor 2.0 para aumentar vendas no Brasil

A Jaguar quer fazer frente às alemãs BMW, Mercedes-Benz e Audi no Brasil. A montadora britânica, famosa por ser o super carro do James Bond, vai começar a concorrer no mercado de sedãs médios de luxo. A companhia está desenvolvendo modelos para esse segmento e a estratégia foi criada para atender, prioritariamente, os clientes brasileiros.

“Teremos para o país carros com motores 2.0 litros, pois, percebemos que é uma demanda do cliente brasileiro. Além disso, os impostos para esses modelos são menores no Brasil. Os preços seriam menores”, disse o diretor Global da LandRover/Jaguar, Steven de Ploey.

Além de um sedã médio de luxo, a Jaguar também prepara modelos no segmento de utilitário esportivo, segundo Ploey. “O Brasil tem crescido em importância na empresa por si só, pelo crescimento econômico. Além disso, tem um efeito grande na América Latina. Se acertarmos por aqui, acertamos na região”, disse o executivo.

É um plano ousado, já que a marca é considerada de auto luxo pelos brasileiros. Mudar o posicionamento requer da Jaguar medidas mais pontuais e é nisso que ela está trabalhando agora. Além de modelos específicos para mercados emergentes, incluindo o Brasil, a montadora vai administrar a marca no país — antes era um importador independente, o Grupo SHC, do Sérgio Habib, presidente da Jac, que comandava a operação — e vai ter revendas em conjunto com a Land Rover.

“Hoje, vendemos na região, pouco mais de 300 carros por ano. No Brasil, este ano, as vendas serão menores em função do aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Importados). Estimamos comercializar 40 unidades ante 100 carros do ano passado”.

A marca tem ainda somente três concessionárias no país, duas em São Paulo e uma na cidade do Rio de Janeiro. “Agora, queremos crescer muito e, com isso, em número de lojas também para atender a demanda crescente com o novo posicionamento da marca. Queremos crescer aqui mais que no mundo”, disse Ploey.

A Land Rover tem no país 31 concessionárias espalhadas nas maiores cidades brasileiras. “Para se ter uma ideia da dimensão da importância do pais na estratégia da companhia, os investimentos anuais chegam a US$ 3 bilhões, a maior parte em produtos que em breve estarão nas revendas do Brasil.”

Leia mais notícias de economia, política e negócios no jornal Brasil Econômico

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.