Tamanho do texto

Segunda maior empresa de energia da Alemanha está em conversas avançadas para vender a Horizon, sua joint venture britânica no setor nuclear com a E.ON, em um negócio avaliado em US$648 milhões

Reuters

A RWE, segunda maior empresa de energia da Alemanha, está em conversas avançadas para vender a Horizon, sua joint venture britânica no setor nuclear com a E.ON, em um negócio que, segundo analistas, pode levantar até 500 milhões de euros (US$648 milhões).

"Seremos capazes de dar mais detalhes nos próximos dias", disse uma porta-voz da REW nesta quinta-feira.

A E.ON e a RWE, pressionadas pela decisão da Alemanha de encerrar operações com usinas nucleares, anunciaram em março a venda da Horizon, uma parceria na qual planejavam investir 15 bilhões de libras (US$24 bilhões) na construção de instalações em Oldbury e Wylfa, que teriam capacidade combinada de pelo menos 6 gigawatts (GW).

O jornal alemão Sueddeutsche Zeitung noticiou que um consórcio liderado pela companhia japonesa de engenharia Hitachi era o principal interessado na disputa.

"Nosso interesse na Horizon nos levou a fazer uma oferta, mas nada foi decidido, e não podemos dizer nada mais neste momento", disse um porta-voz da Hitachi.

A E.ON não quis comentar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.