Tamanho do texto

Fontes dizem que o ex-gerente comercial Paolo Pozzessere, atualmente um assessor do grupo italiano, foi preso como parte de uma investigação sobre contratos com o Brasil e o Panamá

Reuters

Um ex-gerente da Finmeccanica foi preso sob acusações de corrupção internacional, disseram duas fontes investigativas nesta terça-feira, no mais recente acontecimento em uma investigação sobre o terceiro maior grupo de defesa da Europa.

As fontes dizem que o ex-gerente comercial Paolo Pozzessere, atualmente um assessor do grupo italiano, foi preso como parte de uma investigação sobre contratos com o Brasil e o Panamá.

A polícia está revistando escritórios em Nápoles e Roma, disse uma das fontes com conhecimento direto sobre a investigação.

Ninguém na Finmeccanica estava disponível imediatamente para comentários.

A investigação, que surgiu no ano passado, chamou a atenção para figuras ligadas à Finmeccanica, assim como a extensão das ligações entre os funcionários do governo com a empresa controlada pelo Estado. O ex-ministro da Indústria italiano Claudio Scajola, por exemplo, também está sob investigação.