Tamanho do texto

Companhia espera obter ao menos US$9 bilhões com a operação

Reuters

A ThyssenKrupp encerrou a primeira rodada de recebimento de propostas pela Companhia Siderúrgica do Atlântico e por sua usina nos Estados Unidos com pelo menos cinco interessados em comprar um ou ambos os ativos, publicou um jornal alemão nesta quarta-feira.

Sem citar fontes, o Die Welt afirmou que as produtoras de aço Posco, da Coreia do Sul, e a JFE, do Japão, estão entre as companhias interessadas que ainda estão no processo.

A ArcelorMittal também está envolvida, mas só pretende comprar a usina de laminação de aço no Estado norte-americano do Alabama, de acordo com o jornal.

A Vale também é uma das possíveis interessadas, segundo o diário. A mineradora tem 26,9 por cento da CSA e tem poder de veto.

O presidente-executivo da ThyssenKrupp, Heinrich Hiesinger, tinha dito em agosto que gostaria de obter ao menos 7 bilhões de euros (US$9,03 bilhões), valor contábil das duas usinas, com a venda das plantas.

"Dada a complexidade do processo e os interesses divergentes em uma ou nas duas usinas, não podemos dar detalhes sobre o cronograma", afirmou um porta-voz da ThyssenKrupp sobre o processo de venda.

A Steel Americas, que reúne a CSA e a usina nos Estados Unidos, teve um prejuízo ajustado antes de juros e impostos de 778 milhões de euros nos nove primeiros meses do ano fiscal, até junho.

Bancos envolvidos no processo afirmaram à Reuters anteriormente que os potenciais interessados na Steel Americas incluíam a ArcelorMittal, US Steel, Nippon Steel e a chinesa Baosteel, além da Posco.